GUINÉ-BISSAU RELANÇA A FILEIRA DO ALGODÃO

Realizado em Bissau a ateliê de validação do Estudo sobre a fileira do Algodão na Guiné-Bissau.
O encontro promovido pela direcção-geral da agricultura e florestas juntou num fórum as organizações camponesas, sociedade civil, produtores rurais, sector privado e parceiros de desenvolvimento para se debruçar em torno do Estudo que visa relançar a fileira do algodão no país.
Ao presidir o acto da abertura do evento, o chefe de gabinete da ministra da agricultura e florestas, Rui Fonseca, destaca o algodão como uma das produções agrícolas mais importantes do mundo, tendo contribuído para a soberania alimentar dos produtores familiares em África.
Algodão é tido como uma das vinte culturas mais valorizadas no mercado mundial, nesta perspectiva, o representante da ministra, apontou que o sector do algodão pode desempenhar um papel determinante na economia guineense aumentando a exportação nacional.
Presente no encontro a delegada do Banco Africano para Desenvolvimento - BAD, Simone Michel Kuabano, enalteceu a pertinência do Estudo com vista a diversificar a produção agrícola no país.
Estudo revela que cerca de 350 milhões de pessoas em todo mundo realizam actividades económicas relacionadas com algodão, reputado como uma das vinte culturas mais importantes no mercado mundial.

RESSAN-GB

Bairro de Quelelé Junto às Instalações da AD, Bissau, CP 393-1031 Códex , Republica da Guiné-Bissau  (+245) 966 843 541 / 955 255 522   ressan.guine.bissau@gmail.com