SIG

No âmbito do projeto “ACTIVA – Ações Coletivas e Territoriais Integradas para a Valorização da Agricultura, tendo como regiões-prioritárias de intervenção Bafatá, Tombali e Quinara” - Eixo de Governação Territorial, foi a equipa RSeT/ISA a responsável pelo desenvolvimento de um Zonamento Agroecológico (ZAE) das três regiões.

O objetivo do ZAE é incrementar o conhecimento e produzir informação espacial de apoio a um diagnóstico com perspetiva estratégica para os Planos de Desenvolvimento Regional Agrícola. A metodologia utilizada para o desenvolvimento do ZAE baseia-se na procura, no espaço e no tempo, de zonas que definem a conjugação de caraterísticas biofísicas e climáticas com os requisitos de um conjunto variado de culturas agrícolas, numa resolução espacial de 1 Km.


 O ZAE foi produzido para 18 culturas e é constituído por um conjunto de Cartas de Aptidão Climática e de Cartas de Aptidão Edáfica, de cuja conjugação resultam as Cartas de Aptidão Agroecológica para cada cultura. A aptidão, presente e futura, é calculada considerando que não existem insumos agrícolas. Isto é, as cartas não refletem os efeitos resultantes da utilização de fertilizantes (orgânicos ou outros) ou de rega.  Incluiu-se também, para cada cultura, uma ficha de caraterização sumária.


Mais informação sobre a metodologia e sobre os resultados pode ser vista aqui

Para aceder ao Web SIG clique aqui

Bairro de Quelelé Junto às Instalações da AD, Bissau, CP 393-1031 Códex , Republica da Guiné-Bissau  (+245) 966 843 541 / 955 255 522   ressan.guine.bissau@gmail.com